domingo, 2 de maio de 2010

Protesto contra a falta de tempo



Resolveu fazer um protesto silencioso contra todos aqueles que não tem tempo para quem os ama. Estava farta da falta de esforço alheia em achar alguns minutos entre um trabalho e outro para um telefonema. Não agüentava mais e-mails não respondidos, as mensagens perdidas no espaço como se nunca houvessem chegado e as visitas canceladas. Em meio a toda correria, o trânsito congestionado, os jantares de gala, os compromissos inadiáveis decidiu parar. Não disse nada durante uma semana.
Pena que eles não notaram, estavam muito ocupados...

Textos e imagens desse blog só podem ser publicados e/ou utilizados em outros locais com autorização da autora.

4 comentários:

Ana Carolina disse...

Como se para o amor precisasse de tempo.
Também estou cansada!

Lian Tai disse...

Amei.

Marcos Reis disse...

Ficou tanto tempo parada, em protesto, que um dia se tornou uma estátua, ali parada, em silêncio...
Vez por outra paravam para admirá-la, mas não era a ela que eles notavam, notava ela. Apenas por ela passavam, todos aqueles que no tempo silencioso enterraram os e-mails perdidos como nunca recebidos, os telefonemas entre os espaços dos segundos das agendas totalmente preenchidas por compromissos com pessoas que eram vistas mas não notadas e pelas visitas desmarcadas quando marcadas sem a intenção de serem cumpridas...
Agora como estátua visitada era observada e comentada, mas nunca era vista ou realmente se falava sobre ela era apenas mais uma estatua bonita.

Gostei do protesto.

Mayara Vila Boa disse...

Ficou ótimo, Marcos!
Obrigada!