quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Darwin, a Força Jovem e os neonazistas

Se um ser humano pudesse viver mais de cem anos, hoje Charles Darwin completaria 200. O naturalista é o pai da Teoria da Evolução, aquela que defende que as espécies se adaptam e mudam ao longo dos tempos. Ele descobriu, estudou e comprovou a seleção natural das espécies. Além do mais, segundo Darwin, nós e os chipanzés teríamos um ancestral em comum. As teorias do naturalista jogaram a supremacia da raça humana, que até o século XIX se achava superior por ter sido criada por Deus, por terra.
Hoje em dia, alguns cientistas defendem que a evolução dos seres humanos estagnou, já que somos capazes de construir aparelhos e inventos que nos ajudam na adaptação aos lugares, sem precisar da seleção natural. Portanto, só estaríamos evoluindo culturalmente. Já outro grupo de estudiosos acredita que geneticamente estamos evoluindo sim. Para ser mais precisa, eles afirmam que ao menos 7% dos genes humanos sofreram evolução nos últimos cinco mil anos.
Estava aqui lendo sobre essas teorias e pensando: Acho que tem gente que não evoluiu não. Dois fatos nessa última semana me levam a pensar dessa maneira.
O primeiro fato foi o assassinato em Goiânia de três jovens: Rafael Vieira Figueiredo, de 17 anos, Jaderson de Souza, também com 17 anos, e Ari Aranha Júnior, de 22 anos. Eles faziam parte da Esquadrão Vilanovense e foram mortos por integrantes da Força Jovem. Daí eu me pergunto: Vale a pena matar e morrer por causa de time de futebol?
O segundo fato da semana foi a agressão sofrida pela brasileira Paula Oliveira na Suíça. Ela foi espancada e sofreu vários ferimentos feitos com estilete por um grupo de neonazistas. Paula perdeu os bebês que estava esperando. E aí, xenofobia a essa altura do campeonato?
É, parece que alguns seres humanos ainda se sentem superiores e o pior não é só supremacia a outras espécies, eles se sentem superiores a outros seres humanos. Atitudes como essas fariam até mesmo os chipanzés corarem de vergonha...


Textos e imagens desse blog só podem ser publicados e/ou utilizados em outros locais com autorização da autora.

Um comentário:

Cintia Pereira disse...

parece que alguns seres humanos desevoluem com o tempo. Vão agindo como animais e menosprezam os outros homens, como se não significassem nada.