segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

O livro de respostas

Ela pediu a ele um livro de respostas como presente de aniversário.
- Respostas? Como assim?
- É, respostas. Respostas sobre as coisas da vida...
Naquele mesmo dia ele começou a procurar. Procurou por toda a semana, na seguinte também e até na outra.
Achou livros de matemática que ensinavam que dois mais dois era igual a quatro, cinco vezes cinco era vinte e cinco. Depois iam se complicando em equações e problemas, mas todos tinham soluções.
Também descobriu os livros de física com suas leis. “A toda ação corresponde uma reação”. E = mc²...
- Não, não, não é isso...
Procurou os livros de poemas, mas eles não tinham respostas. Nem nos romances, nas peças de teatro também não, nos livros de música não encontrou, os de psicologia o deixaram ainda com mais perguntas.
- Onde é meu lugar?
- O que eu faço agora?
- Pra onde eu vou?
- Isso está certo ou errado?
- Esse ou aquele?
- Isso ou aquilo?
Ai, ai, ai, eram tantas perguntas sem respostas...
Mas enfim resolveu.
Ela recebeu o presente com uma enorme alegria. Será mesmo que tantas respostas cabem num livro tão fininho assim?, pensou.
Desembrulhou o pacote devagarzinho. E viu, surpresa, uma revista de palavras cruzadas. Olhou pra ele com olhos de interrogação e ouviu como resposta:
- Resposta mesmo só em fim de revista de palavra cruzada.

Textos e imagens desse blog só podem ser publicados e/ou utilizados em outros locais com autorização da autora.

4 comentários:

Lian Tai disse...

E seguimos pela vida buscando as respostas...

Diego disse...

adorei sei blog, terminei meu namoro recentimente e estava atras de algo que me confortasse, suas palavras sao muito bonitas, vc tem uma grandiosidade em expressar seus sentimentos, muito bonito.
continuarem olhando seu blog mais vezes.

JACONIAS DIAS RODRIGUES disse...

Gostei do seu Blog. A net precisa de idéias inusitadas, palavras que geram movimento e atitudes que mexam com a forma de ser e estar no mundo; e seu blog se enquadra nesse perfil.Não deixe de atualizar sempre. Abraços.

Mayara Vila Boa disse...

Diego e Jaconias,
Obrigada!